domingo, 9 de junho de 2019

Pátria A(r)mada - Sarau dos Pretos e das Pretas



Pátria A(r)mada - Sarau dos Pretos e das Pretas

A noite de sexta feira  7 de junho 2019 ficará na história da Santa Paciência Casa Colaborativa como o dia em que a poesia fez estremecer os paredões coloniais e rompeu a madrugada salivada por  línguas irriquietas insatisfeitas irreverentes de:

Artur Gomes, Adriano Moura, Adriana Medeiros, Edeilson Fernandes, Glauter Torres, José Gil, Mariza, Sergio, Lucia Gomes, Robson, Eliana Buchaul, Almir Jr, Fernando Rossi, Joilson Bessa e Alexandre Ramos, dando o pontapé inicial na primeira edição do Sarau dos Pretos e das Pretas.

fotos: Welliton Rangel

sábado, 1 de junho de 2019

poesia para desconcertos


Poesia Para Desconcertos

Dia 7 junho 20h
Santa Paciência - Rua Barão de Miracema, 81 - Campos dos Goytacazes-RJ
com lançamento do livro Pátria A(r)mada, de Artur Gomes e
Sarau Dos Pretos e Das Pretas

elenco do Sarau: Adriana Medeiros, Adriano Moura, Aucilene Freitas, Carol Poesia, Dona Simone Pedro, Joilson Bessa, Marcelo Benjá Maylin Rosa Gonçalves

terra de santa cruz

ao batizarem-te
deram-te o nome:
posto que a tua profissão
é abrir-te em camas
dar-te em ferro
ouro
prata
rios
peixes
minas
mata
deixar que os abutres
devorem-te na carne
o derradeiro verme

Artur Gomes
Pátria A(r)mada
Editora Desconcertos - 2019

Fulinaíma MultiProjetos
portalfulinaima@gmail.com
(22)99815-1266


terça-feira, 28 de maio de 2019

XXI FestCampos de Poesia Falada


XXI FestCampos de Poesia Falada 
De 19 a 22 de setembro 2019

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N° 001/2019 CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CREDENCIAMENTO DE PESSOAS FÍSICAS PARA O XXI FESTCAMPOS DE POESIA FALADA NA 3° EDIÇÃO DO FESTIVAL DOCES PALAVRAS DE CAMPOS DOS GOYTACAZES – RJ.

A Presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), Maria Cristina Torres Lima, no uso de suas atribuições legais convida todos para participarem do XXI FestCampos de Poesia Falada, na 3° edição do Festival Doces Palavras em Campos dos Goytacazes – RJ, que ocorrerá entre os dias 19 a 22 de setembro de 2019, na Praça do Liceu e seu entorno. Com entrada gratuita. O FestCampos de Poesia Falada criada em 1999, é aberto a todos os poetas brasileiros e tem, como objetivo fundamental, fomentar a criação e interpretação poética na cidade, na região, no estado e no país. Em razão disso, o projeto prever realização de Ofi cina de Poesia Falada durante os meses que antecedem a realização do Festival.

1. DA INSCRIÇÃO
1.1 O período de inscrição é de 1° de junho a 15 de agosto de 2019, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, no Teatro Municipal Trianon – Rua Marechal Floriano, 211, Campos dos Goytacazes – RJ, 28010-161.

1.2 O XXI FestCampos de Poesia Falada é aberto a poetas de todo território brasileiro, maiores de 18 anos com plena capacidade civil.

1.3 Cada poeta deverá entregar, em envelope A4 lacrado, três cópias de cada poesia, identificado com pseudônimo e ficha de inscrição (ANEXO I) preenchida. O envelope lacrado deve ter como destinatário “XXI FestCampos De Poesia Falada”.

1.4 A inscrição é gratuita.

1.5 Cada autor pode inscrever até 3(três) poesias.

1.6 As poesias devem ser digitadas, em fonte Times News Roman, tamanho 14, espaçamento 1,5, em folha A4.

1.7 Os envelopes podem ser entregues pessoalmente ou enviados pelos Correios (será conferida a data de postagem).

1.8 Poesias já publicadas ou que tenham participado de outros festivais podem ser inscritas, desde que não tenha sido apresentados em edições anteriores do FestCampos De Poesia Falada.

1.9 O autor deve indicar, na ficha de inscrição, quem será o intérprete de sua poesia, caso seja selecionado para as fases semi-fi nais(o intérprete pode ser o próprio autor ou outro artista convidado). Na ausência desta indicação, a Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima fica, automaticamente, autorizada a fazê-lo.

2.0 O tema é livre.

2.1 O autor, ao efetuar inscrição, assume inteira responsabilidade pelas informações prestadas e autoriza divulgação do trabalho a ser apresentado, bem como imagens relacionadas ao mesmo.

2. DA SELEÇÃO

2.1 O processo de seleção será feito por especialistas das áreas de Letras, Comunicação e Artes Cênicas, convidados pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima e a coordenação do XXI FestCampos de Poesia Falada que contará com duas etapas:

2.2 Primeira etapa: serão selecionados 60 (sessenta) poemas para as semi-finais; Segunda etapa: em cada semifinal serão apresentas 30 (trinta) poesias, sendo selecionadas 15 (quinze) para a grande final.

2.3 O resultado das 60 (sessenta) poesias selecionadas será divulgado pelo site da Prefeitura de Campos dos Goytacazes 15 (quinze) dias antes da data da primeira semifinal.

2.4 Os intérpretes das 60 (sessenta) poesias selecionadas serão convocados para Ofi cina de Interpretação Poética, a ser ministrada pelo poeta Artur Gomes, uma semana antes da realização da primeira semifinal.

3. DA APRESENTAÇÃO

3.1 A apresentação das 60 (sessenta) poesias semifinalistas acontecerá nos dias 20 (vinte) e 21 (vinte e um) de setembro.

3.2 A grande final se dará no dia 22 (vinte e dois) de setembro.

3.3 A comissão julgadora para as fases semifinais e final será formada por profissionais das áreas de Letras, Comunicação e Artes Cênicas, indicado pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima.

4. DA PREMIAÇÃO
4.1 Serão distribuídos R$ 12.000,00 (doze mil reais em prêmios) assim distribuídos:

Autor -
1° lugar – 3.000,00 (três mil reais)
2° lugar – 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais)
3° lugar – 1.500,00 (mil e quinhentos reais)

Intérprete -
1° lugar – 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais)
2° lugar – 1.500,00 (mil e quinhentos reais)
3° lugar – 1.000,00 (mil reais)

4.2 A Conta Corrente informada na ficha de inscrição deverá ser do autor do poema. Também deverá ser informada a Conta Corrente do intérprete, se o mesmo não for o autor do trabalho.

4.3. Os vencedores, assim que solicitados, deverão enviar xerox dos seguintes documentos: CPF, RG, PIS/PASEP, Comprovante de Residência e Cartão Bancário.

5. DO RECURSO 
5.1 Qualquer cidadão é parte legítima para impugnar o presente edital por irregularidade na aplicação da Lei nº. 8666/1993, devendo protocolar o pedido em até 5 (cinco) dias úteis que antecederem a abertura das inscrições.

5.2 A Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), tem total autonomia na resolução dos casos não previstos por esse edital. 

Campos dos Goytacazes (RJ), 13 de maio de 2019.
Maria Cristina Torres Lima 
Presidente da Fundação Cultural Oswaldo Lima

FICHA DE INSCRICÃO

Título das poesias:___________________________________________ 
Pseudônimo:_______________________________________________ 
DADOS DO RESPONSÁVEL: 
Nome completo:____________________________________________ Nacionalidade:_____________________ Profissão:__________________________________________________
Estado Civil:_______________________________________________ Identidade:______________________ CPF:____________________ Endereço:__________________________________________________ Email:____________________________________________________
Telefone Fixo:_____________________ Celular:__________________
Conta Corrente:____________ Agência:___________ Banco:________

DADOS DO INTÉRPRETE:
Nome completo:_________________________________________ Identidade:________________ CPF:_________________________ Endereço:_______________________________________________ Email:__________________________________________________
Telefone fixo:_________________ Celular:____________________
Conta corrente:___________Agência:__________Banco:___________
Autorizo A Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima a publicar minha poesia selecionada para o XXI FestCampos de Poesia Falada. _____________________________

domingo, 26 de maio de 2019

Patético 27

Patético 27

ABC
Aqui
4 santos me rodeiam
Santo André
São Bernardo
São Caetano
São Paulo
e um outro Paulo me incendeia
Freire e o seu pensar objetivo
que me fez chegar até aqui
vivo
para escrever
criar
sobre-viver da Arte
de ser 
fulinaímico indigesto
:
para te governo
:
juro que não presto


Artur Gomes 
Pátria A(r)mada
Editora Desconcertos - 2019

terça-feira, 21 de maio de 2019

Pátria A(r)mada - Artur Gomes - lançamento

A Desconcertos Editora convida não somente para um lançamento de livro, mas para um verdadeiro evento. Pois um lançamento de livro de Artur Gomes sempre é mais do que uma noite de autógrafos, é mais do que simplesmente um encontro. Assim como sua escrita, seu corpo, sua voz, dedicadas à plena expressão, como verdadeiros complementos de seu ser poético. Dia 23 agora, quinta-feira, no Patuscada, venha participar de um evento poético,o lançamento de PÁTRIA A(R)MADA, o novo livro do poeta, cineasta, performer, ator, e grande figura humana Artur Gomes.

Plena Poesia. Desconcertante.

Claudinei Vieira






Fulinaíma MultiProjetos
portalfulinaima@gmail.com



(22)99815-1266 - whatsapp

domingo, 31 de março de 2019

Relatório


Com Os Dentes Cravados Na Memória

I

na sala ficaram cacos de pratos
espalhados pelo chão. pedaços do corpo retidos
entre o corredor, após o interrogatório.
um cheiro forte de pólvora e mijo
misturados a dois ou três dias sem banho
depois de feito sexo.
só o fogo da verdade exalando odor e raiva
quando em verde, conspiravam contra nós.

em são cristóvão o gasômetro vomitava
um gás venoso nos pulmões já cancerados
nos quartéis da cavalaria.

II

me lembro.
o sentimento  era náuseas, nojo, asco,
quando as botas do carrasco
bateram nos meus ombros com os cascos.

jamais me esquecerei o nome do bandido
escondido atrás dos tanques
e
se chamavam:
                          Dragões da Independência
e a gente ali na inocência.
comendo estrumes. engolindo em seco
as feridas provocadas por esporas.
aguentando o coice, o cuspe,
e
a própria ira
                        dos animais de fardas
batendo patas sobre nós.

III

com a carne em postas sobre a mesa,
o couro cru, o coração em desespero,
o sangue fluindo pelos poros, pelos pelos.

eu faço aqui
meditações sobre o presente
re cri ando
                   meu futuro.
tendo o corpo em cada porta
e a cara em cada furo.

tentando só/erguer
as condições pra ser humano
visto que tornou-se urbano
e re-par-tiu
                     se
em mil pedaços
visto que do sobre-humano
restou cabeça, pés, e braços.

Artur Gomes
Couro Cru & Carne Viva - 1987



quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

movimentos



Movimentos

Das Arcádias trago
os seios da senhora a Madona
Medusa a Monalisa
os mamilos de Vênus
as cochas de Afrodite
Zeus meu pai - acredite
o desejo desse beijo
em um tempo que não foi
no teu corpo minhas lavras
as palavras – alguma ilha
na parábola de nós dois

ouço a música nesse disco estrangeiro
e essa musa tem um que de Guanabara
no silêncio ela ri da nossa cara
a flor do mangue agora mora
onde era água e no seu leito jorra lama
por sua boca desdentada peixe podre
como uma Angra no poema a carNAvalha
o sal da terra naturalismo onde supunha
eco sistema não interessa ao mato grosso
o agro-negócio só quer saber  de criar bois
e o simbolismo da escrita é só metáfora
a concretude o modernismo vem depois

Artur Gomes
www.fulinaimicas2.blogspot.com