domingo, 15 de março de 2009

SampleAndo 4

para Ademir Asunção

agora que esta cidade me penetra
com tuas línguas avárias
cheiro de flor das marginálias
perfuma o estrume do asfalto

dou um salto

do outro lado da ponte
no Viaduto do Chá
na praça Santa da Sé
encaro a estação da luz

preciso apagar essa Pagu
da minha pista
como a isca de polícia
ouvindo Itamar Assunção
depois de Carlos Careqa
naquele choro de Antônio
amor de periferia
nestas noites severinas
em madrugadas sagaranas
naquela orgia das esquinas
rola um Edvaldo Santana

Artur Gomes
http://poeticasfulinaimicas.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário