quarta-feira, 9 de maio de 2012

jura secreta 130


Isadora Pedrebon

amo ainda mais tua fotografia
em tudo o que penso carne
em tudo o que penso pele
em tudo o que penso osso
partes do corpo humano
que ainda vou desvendar
como uma jura secreta
ou liturgia sagrada
hora da hóstia no altar
como um amor Almodovar
peça de Plínio Marcos
cena de Antônio Bivar
ou um balé Isadora
dança no meu estômago
pra minha fome de arte
enquanto a palavra parte
para em teus seios morar

arturgomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário