terça-feira, 15 de maio de 2012

metáfora 3

Vênus de Milo

fosse o que eu quisesse 
apenas um beijo 
roubado em tua boca 
antes que a semana acabe
numa vida muito pouca
dentro do poema nada cabe 
nessa febre muito loucanem o que sei 
nem o que não se sabe 
e o que não soubesse 
do que foi escrito 
está cravado em nós 

lá na raíz do gritocomo cicatriz no corte 
entre uma palavra e outra 
do que não dissesse 

arturgomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário