quinta-feira, 4 de outubro de 2012

PoÉtica 7



 a palavra escrita
é onde a solidão habita
o risco
tirá-la do silêncio
onde mora
desafio
nossa meta
concreta
ou abstrata
adaga
se afia na pedra
ou
se alimenta da mata
na precisão de um pássaro
que acorda
para o grande vôo
o tempo não para
o ser humano
que se esconde atrás dos panos
é falta de coragem
de mostrar a cara

artur gomes
fulinaíma produções

Nenhum comentário:

Postar um comentário