domingo, 20 de janeiro de 2013

A Traição das Metáforas 10




A Traição das Metáforas 10

mc tinha uma flor na boca quando a encontrei dentro do cerrrado no planalto central do país quando me viu m colocou a flor do lado esquerdo do rosto c me arrastava nas asas do avião para o outro lado da ponte do lago zul onde lourenço de bem inaugurava sua última instalação concreta lilia diniz cozinhando doce de goiaba como fazia cora coralina e no meu colo alice me chamava de pai e carinhosamente me beijava a orelha direita enquanto engels espíritos sacava da trincheira seu portifólio de gaitas e num sopro sioux selvagem estremeceu o mar de árvores toras onde m me esperava já com a flor no umbigo e com suas unhas vermelhas c cantarolava por enquanto vou te amar assim admirando teu retrato pensando a minha idade e o que trago da cidade embaixo as solas dos sapatos

arturgomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário